Rita Blanco

Atriz portuguesa de teatro, televisão e cinema, Rita Blanco nasceu a 11 de janeiro de 1963, em Lisboa. A partir dos 18 anos, começou a dedicar-se à representação e, até aos 22 anos, frequentou um curso de formação de atores, a Escola Superior de Teatro e Cinema e o Conservatório Nacional. Neste último estabelecimento, tirou o curso de formação de atores. Neste espaço de tempo em que estudava representação, estreou-se no cinema ao participar, em 1982, nos filmes Le Cercle des Passions, de Claude D'Anna, onde entrava Max Von Sidow, e Ninguém Duas Vezes, de Jorge Silva Melo. Dois anos depois, trabalhou com o mais conceituado realizador de cinema português, Manoel de Oliveira, com quem filmou Le Soulier de Satin. Em 1987, iniciou uma longa colaboração com o realizador João Canijo ao entrar no filme Três Menos Eu. Esta interpretação valeu-lhe a seleção para o Festival Les Stars de Demain (Jovens Esperanças do Cinema Europeu), que teve lugar em Genebra, na Suíça. A dupla Rita Blanco/João Canijo trabalhou em conjunto no cinema, no teatro e na televisão. Para além de Canijo, a atriz trabalhou também às ordens de outros realizadores conhecidos, como João César Monteiro, João Botelho e João Mário Grilo.
A estreia no teatro tinha acontecido já em 1983, com a peça Mariana Espera Casamento, encenada por Luís Miguel Cintra. Mas foi através da televisão que Rita Blanco se tornou conhecida do grande público, especialmente na representação de papéis cómicos. A carreira televisiva da atriz começou, em 1990, pela mão do humorista Herman José que a convidou a participar na série cómica Casino Royale da Radiotelevisão Portuguesa. A atriz, a partir daí, participou em vários programas de Herman José como Crime na Pensão Estrelinha (1992) e Hermanias Especial (1993). Entre 1995 e 1996, participou como comentadora no programa A Noite da Má Língua, apresentado por Júlia Pinheiro no canal privado SIC. Mas foi um papel sério, em 1998, que consagrou definitivamente Rita Blanco como atriz de televisão, graças à participação na série Médico de Família, da SIC. Rita Blanco também entrou em algumas campanhas publicitárias de televisão. Em 2003, a atriz voltou a ser dirigida por João Botelho, desta vez em A Mulher Que Acreditava Ser Presidente dos Estados Unidos da América, e, em 2004, por João Canijo no filme Noite Escura.
Como referenciar: Rita Blanco in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 11:49:22]. Disponível na Internet: