Robert Altman

Cineasta norte-americano, Robert Altman nasceu a 20 de fevereiro de 1925, na cidade norte-americana de Kansas, e faleceu a 21 de novembro de 2006 em Los Angeles. Depois de estudar Engenharia, ingressou no serviço militar e combateu, como piloto da Força Aérea, na Segunda Guerra Mundial. Começou, entretanto, a ganhar a vida escrevendo artigos para revistas e argumentos para programas radiofónicos. Regressou a Kansas, onde trabalhou na realização de filmes de cariz industrial.
O seu primeiro filme comercial foi The Delinquents (1957), um drama juvenil de baixo orçamento com atores locais. Na década de 60, dedicou-se sobretudo à televisão, realizando episódios de séries clássicas como Bonanza e Alfred Hitchcock Presents. Regressou ao cinema em 1970, com um êxito de bilheteira: MASH, com Donald Sutherland, Elliott Gould e Robert Duvall a protagonizarem uma irreverente comédia sobre as peripécias de um hospital de campanha em plena guerra da Coreia. O filme ganhou a Palma de Ouro do Festival de Cannes e foi adaptado para televisão.
Os sucessos sucederam-se em catadupa: desde o western McCabe & Mrs. Miller (A Noite Fez-se Para Amar, 1971), com Warren Beatty e Julie Christie e banda sonora de Leonard Cohen, passando pelo policial em The Long Goodbye (O Imenso Adeus, 1973), o drama de costumes em Nashville (1975) e a sátira Buffalo Bill and the Indians (Buffalo Bill e os Índios, 1976) protagonizada por Paul Newman e Burt Lancaster.
Altman também conheceu o reverso da medalha, ao assinar um dos maiores fracassos da história do cinema: Popeye (1980), a adaptação cinematográfica do célebre marinheiro da banda desenhada. Do filme apenas a ressaltar o facto de ter sido a estreia de Robin Williams, pois o fraco argumento aliado a um elenco com nomes pouco sonantes tornou-o um estrondoso insucesso. Durante os anos 80, Altman tornou-se um autor maldito, em pleno conflito com os grandes produtores de Hollywood, o que o fez enveredar por filmes de cariz independente como Streamers (Correntes, 1983) ou Beyond Therapy (Os Incuráveis, 1987). Fez as pazes com o público com uma sátira mordaz aos produtores de Hollywood em The Player (O Jogador, 1992) com Tim Robbins e Whoopi Goldberg, ao qual se seguiu mais um retrato do american way com The Short Cuts (Os Americanos, 1993), um filme composto por pequenos episódios interligados e interpretado magistralmente por atores como Jack Lemmon, Tim Robbins e Andie MacDowell. De seguida, retratou o mundo da moda parisiense em Prêt-à-Porter (1995), rodeado por um elenco internacional liderado por Marcello Mastroianni, Sophia Loren e Julia Roberts. Depois de algumas obras menores, regressou à ribalta com Gosford Park (2001), que lhe valeu uma nomeação para o Óscar de Melhor Realizador, e A Prairie Home Companion (A Prairie Home Companion - Bastidores da Rádio, 2006), cujo elenco, de peso, incluiu Woody Harrelson, Tommy Lee Jones, Kevin Kline, Meryl Streep e Robin Williams, entre outros.
Como referenciar: Robert Altman in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-24 03:53:35]. Disponível na Internet: