Robert Burns

Poeta escocês, Robert Burnes nasceu a 25 de janeiro de 1759. Filho de um rendeiro desfavorecido, começou desde pequeno a dar uma mão nas lides da quinta, recebendo nos tempos livres instrução por um tutor particular que o pai contratou, não obstante a pobreza do lar. Pelos quinze anos, Robert fazia as vezes de responsável pela exploração agrícola. Invulgarmente culto para o que seria habitual numa pessoa com o seu estatuto e nas suas condições, resolveu começar a escrever, de modo a refugiar-se das durezas da sua vida. O seu primeiro poema, 'My Handsome Nell', foi composto durante esta época.
Em 1777 a família mudou-se para uma outra propriedade, Lochlie, o que deu azo a que Robert passasse a frequentar a sociedade local. No ano de 1780 co-fundou o Tarbolton Bachelor's Club, o primeiro de muitos clubes de estilo britânico que, um pouco por todo o mundo e ao cabo de três séculos, levam o nome do poeta. Nesse mesmo ano passou a fazer parte da loja maçónica da região.
O seu pai, consumido por um litígio interminável acerca do arrendamento de Lochlie, acabou por sucumbir em fevereiro de 1784. Robert e um dos seus irmãos decidiram então tomar a seu cargo a exploração de uma outra propriedade agrícola, Mossgiel, alterando ambos a grafia do seu apelido para 'Burns'.
Mulherengo incorrigível, Robert Burns engravidou uma camponesa, Elizabeth Paton, que deu à luz uma filha em 1785. À guiza de comemoração, Burns compôs A Poet's Welcome To A Bastard Wean. Sucederam-se inúmeras aventuras amorosas, por vezes com consequências desastrosas, semeando filhos bastardos e escapando às perseguições movidas pelos pais das desafortunadas raparigas.
Planeando escapulir-se para a Jamaica, decidiu publicar a sua primeira coletânea de poemas, de forma a poder pagar a passagem. Surgiu assim Poems, Chiefly In The Scottish Dialect (1786), e o retumbante sucesso que constituiu alterou para sempre o rumo da sua vida: mudando-se para Edimburgo, foi aclamado pelos círculos literários, considerado como um herói nacional. A sua obra lírica, de feição popular e frequentemente destinada ao canto, marcou o início de uma tradição literária autónoma na Escócia.
O pai de Jean Armour, uma das raparigas que Burns engravidou, de gémeos, autorizou o casamento, em vista da nova situação do poeta. Assumindo pois a sua condição de pai, mas nem tanto a de marido, foi nomeado cobrador de impostos, cargo que lhe permitiu deambular um pouco por toda a Escócia, recolhendo cantigas populares e compondo outros tantos poemas. Em 1790 foi publicada a sua obra-prima humorística, Tam O'Shanter e, a partir de 1788, contribuiu para a edição dos volumes Scots Musical Museum de James Johnson.
Tendo degradado seriamente a sua saúde, sobretudo pelos esforços físicos empregues na agricultura, Robert Burns faleceu prematuramente com trinta e sete anos de idade, a 21 de julho de 1796, vítima de uma paragem cardíaca, no mesmo dia em que nasceu o seu último filho.
Robert Burns foi considerado como o poeta nacional da Escócia.
Como referenciar: Porto Editora – Robert Burns na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-02 19:36:50]. Disponível em