Artigos de apoio

Robert Capa
Fotojornalista, André Friedman nasceu em 1913, em Budapeste, na Hungria. Adotou o nome de Robert Capa em 1931, ano em que emigrou para Paris depois de ter sido expulso do seu país natal, em consequência da agitação política que ali se vivia. Na capital francesa conheceu Henri Cartier-Bresson e começou a dedicar-se à fotografia, depois de fazer os seus estudos na área de Ciências Políticas em Berlim.
A sua reportagem sobre a Guerra Civil de Espanha foi divulgada em publicações como Ce Soir, Weekly Illustrated e Life. Para a revista Life, fotografou ainda a invasão japonesa da China e cenas de combate durante a Segunda Grande Guerra.
Em 1939 emigrou para Nova Iorque e em 1947 fundou, juntamente H. Cartier-Bresson e D. Seymour, a agência Magnum, da qual viria a ser presidente em 1951.
A sua conceção de reportagem é geralmente associada à fotografia de guerra. As suas fotografias têm a particularidade de dar força ao acontecimento retratado pela espontaneidade da imagem.
Robert Capa naturalizou-se americano em 1954, ano em que foi gravemente ferido num confronto por ocasião da cobertura de uma batalha na Guerra do Vietname. A sua morte foi consequência direta do seu lema relativo à fotografia de guerra: "se a fotografia não está suficientemente boa é porque não se está suficientemente perto".
O seu irmão, Cornell Capa, teve um papel relevante na divulgação e edição da sua obra.
Como referenciar: Robert Capa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-12-17 09:59:31]. Disponível na Internet: