Robert Musil

Escritor austríaco, Robert Edler von Musil nasceu a 6 de novembro de 1880, em Klagenfurt, no seio de uma família da baixa nobreza.
Em criança ingressou na academia militar, período da sua vida que mais tarde lhe serviu de inspiração para escrever Die Verwirrungen des Zöglings Törless (As Perturbações do Pupilo Törless), o seu primeiro romance - que foi escolhido para relançar a obra do autor em Portugal, em 2005. Esta obra retrata a vida de adolescentes numa escola militar.
Musil não completou o curso na academia e optou por se licenciar em Engenharia. Mais tarde ainda estudou Psicologia, Lógica e Psicologia Experimental na Universidade de Berlim, na Alemanha, para onde se tinha mudado. Em 1906, paralelamente à carreira de docente em Engenharia, escreveu o seu romance de estreia, As Perturbações do Pupilo Törless, que foi bem sucedido. Empolgado com o êxito da obra, deixou de dar aulas para se dedicar a escrever um livro de contos sobre relações sexuais, que ficou concluído em 1911, intitulado Vereinigungen. Esta obra, contudo, teve uma aceitação muito fraca.
Chegou, entretanto, a Primeira Guerra Mundial, na qual Musil participou como soldado do exército austríaco. Foi ferido e hospitalizado em 1916 e a partir daí dirigiu uma publicação do exército.
Quando a guerra terminou, em 1918, Musil passou a ser funcionário público na Áustria, até que em 1922 resolveu dedicar-se de novo à escrita, editando em 1924 Drei Frauen (Três Mulheres), obra que incluía o conto (Die Portugiesin) A Portuguesa. Paralelamente era jornalista freelancer.
Em 1930 começou a ser publicada a grande obra Der Mann ohne Eigenschaften (O Homem Sem Qualidades), cuja edição só viria ser concluída em 1943, já depois da morte de Musil, com o lançamento do terceiro volume. O segundo havia sido lançado em 1932. Esta obra, que ficou inacabada, analisa a existência de um homem sem objetivos na vida, sendo a ação situada na Áustria em 1914. Musil pretendeu retratar os últimos dias do Império Austro-Húngaro.
Viveu na Áustria até 1938, ano em que o seu país foi anexado pela Alemanha nazi. Nesta altura Musil exilou-se na Suíça, onde viveu na pobreza já que os seus livros se revelaram fracassos comerciais.
Algumas das suas obras foram editadas em Portugal, como O Jovem Törless ou As Perturbações do Pupilo Törless, Três Mulheres (Grigia, A Portuguesa e Tonka), O Homem sem Qualidades, Die Schwärmer (Os Visionários), Über die Dummheit (Ensaio Da Estupidez), Die Amsel (O Melro) e Die Vollendung der Liebe (A Consumação do Amor).
Robert Musil morreu a 15 de abril de 1942, em Genebra, na Suíça.
Como referenciar: Robert Musil in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-24 22:04:50]. Disponível na Internet: