romance social

O romance social é o que dá relevo à narração dos costumes, das motivações comportamentais e dos padrões de conduta. Tem em atenção e expõe os modos de vida, os preconceitos e os valores de uma sociedade.
Memorial do Convento, de José Saramago, por exemplo, pode ser classificado como romance social (e também histórico, de espaço e romance de intervenção) ao ser crónica de costumes de uma época, reinterpretada para servir os objetivos do autor empírico. Ao preocupar-se com a realidade social, pode associar-se e confundir-se com o romance de intervenção.
Note-se que o passado se presentifica e sugere um presente atuante, quer pela intemporalidade de comportamentos, desejos ou anseios, quer pela denúncia de situações de opressão, repressão e censura no momento da escrita. Em Memorial do Convento há uma tentativa de encontrar um sentido para a história de uma época que permita compreender o tempo presente e recolher ensinamentos para o futuro.
Como referenciar: romance social in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-01-20 22:00:17]. Disponível na Internet: