Romano Prodi

Político e governante italiano nascido a 9 de agosto de 1939, em Scandiano, Reggio Emília, na Itália. Presidiu à Comissão Europeia, entre 1999 e 2004, e foi primeiro-ministro de Itália em duas ocasiões.
Romano Prodi estudou na Universidade Milão, onde se doutorou em Direito, em 1961, com uma tese sobre o protecionismo no desenvolvimento da indústria italiana. Posteriormente, dedicou-se ao estudo da Economia em Londres.
A partir de 1963, foi assistente na Universidade de Bolonha, passando a professor associado três anos mais tarde. Em 1971, Romano Prodi iniciou nesta universidade a sua carreira de docente, que durou até 1999, lecionando Política Industrial e Economia. Também deu aulas em Stanford e Harvard, nos Estados Unidos da América. Paralelamente ao ensino, dedicou-se à investigação na área da economia industrial, tendo publicado diversos estudos e ensaios. Foi ainda presidente da editora Il Mulino, entre 1974 e 1978, e fundou a Nomisma, sociedade de estudos económicos, em 1981.
Em 1978 e 1979, Romano Prodi acumulou funções com o cargo de ministro da Indústria, que desempenhou durante seis meses.
Foi ainda conselheiro do Papa João Paulo II para assuntos económicos da Europa de Leste e presidente do Instituto da Reconstrução Industrial, organismo do estado.
Em 1996, enquanto líder da coligação de esquerda "Oliveira", por si fundada no ano anterior, foi eleito primeiro-ministro. Tomou posse em maio desse ano e governou até outubro de 1998.
Em 1999, Romano Prodi foi unanimemente escolhido pelos quinze membros da União Europeia (UE) para presidir à Comissão Europeia, depois do anterior executivo ter sido demitido na sequência de um escândalo de corrupção. Durante a sua presidência foi introduzida a moeda única, o Euro, e foram concluídas as negociações para o alargamento da UE. Quando terminou o mandato, em 2004, foi substituído pelo português Durão Barroso.
Em maio de 2006, Prodi foi eleito primeiro-ministro de Itália, após umas disputadas eleições legislativas onde o seu partido - União de Esquerda - derrotou o partido Forza Italia, do até então líder do governo Silvio Berlusconi. Apesar da contestação da Forza Italia, Prodi tomou posse a 17 de maio e formou governo.
Como referenciar: Romano Prodi in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-21 16:50:06]. Disponível na Internet: