Roraima

O estado de Roraima fica na região Norte do Brasil e confina a norte e a noroeste com a Venezuela, a leste com a Guiana, a sudeste com o estado do Pará e a sul e a oeste com o estado de Amazonas. A capital é Boa Vista, onde vive mais de metade da população do estado. A área do território de Roraima é de 224 299 km2 e a população, a menor de todos os estados brasileiros, é de 403 344 habitantes (censo de 2006). A densidade populacional é igualmente a mais baixa de apenas 1,79 hab/km2. A esperança de vida é de 69,0 anos de idade. O nome Roraima vem do yanomani (língua do povo índio que habita a região) e significa serra verde.
O relevo é caracterizado por planaltos a norte e a leste onde se encontram os pontos mais elevados, como o monte Roraima com 2.739,3 m de altitude na serra de Pacaraima. Os planaltos até 200 m de altitude fazem parte do planalto norte-amazónico, para oeste. Os rios que correm pelo território roraimense fazem parte da bacia hidrográfica do Amazonas. Os rios mais importantes são o Branco, o Uraricoera, o Catrimani, o Alalaú e o Tacutu. A vegetação é dominada pela floresta amazónica exceto por uma faixa a leste caracterizada pela presença do cerrado. O clima encontra-se dividido entre equatorial, na região pertencente à floresta amazónica, e tropical, na região oriental. As temperaturas variam de acordo com a altitude, com valores médios de 20ºC nas terras altas e de 38ºC nas terras ao nível do mar.
Desde o século XVI que o território do que é hoje Roraima foi disputado por espanhóis, portugueses, holandeses e ingleses. A ocupação efetiva destas terras só começou, no entanto no século XVIII, com a construção do Forte de São Joaquim, no município da Boa Vista do Rio Branco. Em 1943 passou a território federado do Rio Branco, em 1962 mudou o nome para Roraima e em 1988 obteve o estatuto de estado federado. Desde os anos 60, com o desenvolvimento das regiões do interior, vários investimentos foram feitos na região. As principais riquezas exploradas são o gado, a castanha-do-pará, a madeira, o ouro e a cassiterite.
Como referenciar: Roraima in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 00:03:29]. Disponível na Internet: