Rosa Luxemburgo

Economista e política revolucionária (1870-1919), de origem polaca, emigrou para a Alemanha em 1895, vindo depois a escolher esta nacionalidade. No país de adoção ficou conhecida como dirigente do Partido Social-Democrata.
Durante o período da Primeira Guerra Mundial foi encarcerada na prisão por intervir na Internacional Socialista, vindo a ser libertada com o eclodir da Revolução de 1918.
Juntamente com Liebknecht, fundou um partido socialista alemão de extrema esquerda, denominado Partido Espartaquista. Na sequência deste ato foi novamente detida e foi assassinada na operação de transporte para uma instituição prisional.
Rosa era uma mulher extremamente culta, que dominava cerca de onze idiomas, ligada à produção literária, porque, além da sua atividade política e ideológica como teórica da marxismo, Rosa Luxemburgo investiu também na produção de alguns trabalhos sobre economia e política, dentre os quais se destaca A acumulação de capital.
Como referenciar: Rosa Luxemburgo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 23:15:16]. Disponível na Internet: