Rosalind Franklin

Cientista inglesa, Rosalind Elsie Franklin nasceu a 25 de julho de 1920, em Londres, e morreu a 16 de abril de 1958, também em Londres, vítima de cancro nos ovários. Pioneira no estudo de Biologia Molecular, foi responsável pela maior parte do trabalho de pesquisa que conduziu à descoberta da estrutura do ADN.
Em 1938 foi admitida na Universidade de Cambridge, formou-se em 1941 e seis anos mais tarde concluía o seu trabalho de doutoramento em microestruturas de carbono e de grafite. Nos três anos seguintes, em Paris, dedicou os seus estudos à utilização da técnica de difração de raios X. Em 1951, regressou a Inglaterra, como investigadora associada, a convite do King's College de Londres, para trabalhar com ADN. Os resultados de cristalografia, obtidos por Rosalind, viriam a ser utilizados, em 1953, por James Watson, Francis Crick e Maurice Wilkins para a proposta do modelo de dupla hélice da estrutura molecular do ADN - feito que acabaria por lhes valer o Prémio Nobel da Fisiologia e da Medicina, atribuído 1962.
Nos anos que se seguiram, Rosalind Franklin orientou o seu próprio grupo de investigação em Birkbeck College, Londres, trabalhando no seu projeto inicial sobre as moléculas de carbono, amadurecendo os seus estudos com o ADN e dedicando a sua atenção ao estudo dos vírus.
Como referenciar: Rosalind Franklin in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-23 05:05:46]. Disponível na Internet: