Rui Paes

Ilustrador português nascido em 1957 em Porto Amélia, atual Pemba, em Moçambique, filho da escritora Glória de Sant'Anna e do arquiteto Afonso Henriques Andrade Paes. Rui Paes mudou-se para Portugal para fazer o ensino secundário. Neste período viajou bastante entre Portugal e Moçambique.

Rui Paes começou a desenhar ainda nos anos 70, altura em que ilustrou crónicas que a sua mãe publicava no jornal moçambicano Notícias da Beira.
Frequentou com excelente aproveitamento a Escola Superior de Belas Artes do Porto, cidade onde também chegou a dar aulas, nomeadamente na Cooperativa Árvore. Foi ainda um dos responsáveis pelo lançamento da revista Assunto: Arte, que, contudo, só teve quatro números.

Em 1986 sentiu necessidade de uma mudança e foi viver para Inglaterra. Graças a uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian pôde estudar no Royal College of Art de Londres, tendo ainda feito um curso de horticultura. Aos fins de semana trabalhava num antiquário e começou a fazer retratos da aristocracia europeia.

A partir de 1990 Rui Paes dedicou-se à pintura mural, onde ganhou notoriedade internacional. Assim, fez trabalhos para clientes em países como o Egito, o Líbano, a França, a Alemanha e a Noruega.

Foi precisamente um artigo sobre um mural na Noruega, publicado na revista de domingo do jornal norte-americano New York Times, que chamou a atenção dos responsáveis da editora Callaway, que procuravam um ilustrador para o último de cinco livros infantis escritos pela cantora Madonna. Rui Paes foi contactado em fevereiro de 2003 e depois de um período de preparação começou a desenhar as ilustrações em finais desse ano. Pela primeira vez um livro de Madonna teve animais por protagonistas.

Rui Paes demorou um ano a desenhar 70 aguarelas que viriam a figurar no livro Pipas de Massa (Lotsa de Casha, no original). O artista estreou-se assim na ilustração de livros infantis e dividiu o seu trabalho entre Londres e Génova, em Itália.

Portugal, através das Publicações Dom Quixote, foi a 1 de junho de 2005 o primeiro país a editar Pipas de Massa, antes do lançamento mundial de 7 de junho. A festa de apresentação do livro decorreu neste último dia em Nova Iorque, altura em que Rui Paes conheceu pessoalmente Madonna.

Antes disso o artista já tinha andado em digressão por Portugal a promover o seu livro. Paes havia exposto pela última vez em Portugal, em 1998, na Galeria Dario Ramos, do Porto.

Parte do dinheiro ganho com o trabalho feito para o livro de Madonna destinou-se à construção de uma biblioteca pública em Pemba.


Como referenciar: Rui Paes in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-25 23:56:05]. Disponível na Internet: