Ruy D'Athouguia

Arquiteto português nascido em 1917, em Macau. Estudou Arquitetura na EBAP - Escola de Belas-Artes do Porto, começando a sua atividade profissional em 1949.
Formado em pleno desenvolvimento e aplicação dos pressupostos trazidos do Movimento Moderno, mantém-se fiel a estes princípios no decorrer da sua vida, expressando-se através de um purismo formal e um rigor na implantação dos volumes que remetem claramente para os mestres do estilo internacional. Uma das suas obras mais emblemáticas é precisamente o Bairro das Estacas, em Alvalade, Lisboa, 1949-1955, fiel depositário dos princípios da "Carta de Atenas", (documento elaborado no quarto CIAM - Congresso Internacional de Arquitetura Moderna em 1933), ao dispor uma série de blocos elevados sobre pilares assentes numa plataforma artificial ajardinada, de forma perpendicular às vias de acesso.
De 1959 a 1969, no seguimento de um concurso ganho, executa, em parceria com Alberto José Pessoa e Pedro Cid, a sede e museu da Fundação Calouste Gulbenkian, recorrendo mais uma vez ao rigor geométrico que caracteriza a sua obra (cujos elementos estruturais em betão participam na composição dos volumes que compõem os edifícios), sem que contudo se manifeste numa abordagem simplista da envolvente: a disposição dos edifícios socorre-se à arborização presente para constituir referências na sua implantação.
Como referenciar: Porto Editora – Ruy D'Athouguia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-20 06:14:17]. Disponível em