S. João I

Eleito papa, já com uma idade avançada, a 13 de agosto de 523, era natural da Toscânia (Populonia, na Itália central) e foi ordenado diácono no pontificado de São Símaco. O seu papado terminou a 18 de maio de 526.
Continuou a política de São Hormisdas, no referente à reconciliação com a Igreja de Constantinopla, e começou a empregar o calendário litúrgico de Alexandria.
Este papa presidiu a uma embaixada enviada pelo imperador Teodorico ao imperador do Oriente, Justino, para solicitar que não se aplicassem medidas tão duras como as que este vinha a infligir aos Godos, por serem adeptos do arianismo.
Enquanto esta delegação obtinha sucesso em Constantinopla, Teodorico iniciou a eliminação de importantes personagens da hierarquia da Igreja de Roma, acusando-as de serem adeptas da doutrina oriental. Quando o papa voltou a Roma foi maltratado e impedido de sair da cidade, falecendo presumivelmente nesta situação.
Como referenciar: S. João I in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-13 20:58:51]. Disponível na Internet: