S. Martinho de Dume

Bispo de Dume e de Braga (518?-579) do tempo do reino Suevo. Este homem marcou o fim de uma civilização e foi o precursor dos tempos modernos. Nasceu nos princípios do século VI, na Panónia, talvez de descendência romana. Foi um dos homens mais eruditos do seu tempo. Viajou jovem para os Lugares Santos e, nomeadamente na Palestina, conheceu a vida dos eremitas do deserto e de outros religiosos. Por volta de 550 foi para a Galécia. Fixou-se em Dume, junto da Corte, ajudando o rei Teodomiro a converter os suevos ao catolicismo. Fundou várias igrejas e mosteiros, em que a principal foi a de Dume, e estabeleceu a sua regra à semelhança do que aprendera no Oriente. Foi elevado a bispo pelo rei Carrarico, em 556, o qual lhe concedeu a criação da diocese de Dume, com o seu mosteiro e respetivos domínios. Cerca de 569 sucedeu ao bispo de Braga, permanecendo, ainda com a tutela de Dume. Teve uma importante ação na criação de notável centro de vida religiosa e de cultura, com a tradução de várias obras no seu mosteiro e redação de obras para orientação do rei, dos seus súbditos e dos bispos, obras ascético-morais, canónicas e poéticas. Introdução de inovações litúrgicas e criação de novas paróquias e dioceses.
Como referenciar: S. Martinho de Dume in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-21 18:52:16]. Disponível na Internet: