sal-gema

Evaporito formado por precipitação de sais de cloreto de sódio (NaCl), com formação do mineral halite. Este mineral cristaliza no sistema cúbico, geralmente em cubos.

O sal-gema, além da halite, pode ter associadas a si outras substâncias, mas em menor percentagem.

O processo de precipitação que dá origem ao sal-gema é desencadeado pela evaporação de águas marinhas retiradas em lagunas ou pela evaporação de águas salgadas de lagos de zonas áridas, com cloreto de sódio em solução.

O sal-gema é pouco denso e muito plástico, tem um aspeto granuloso, sabor salgado e é extremamente solúvel em água. Quando puro, o sal-gema é incolor e transparente. Com impurezas, pode apresentar-se esbranquiçado, amarelado, e por vezes avermelhado. O brilho é vítreo e a risca é branca.

Pode existir em depósitos profundos que, devido ao aumento de pressão, podem ascender, formando grandes massas de sal, os domas salinos ou diapiros. O sal-gema tem larga aplicação nas indústrias química e alimentar.
Como referenciar: Porto Editora – sal-gema na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-28 06:13:45]. Disponível em