Salvador Barata-Feyo

Escultor português nascido em 1898, em Moçâmedes, Angola, e falecido em 1990, em Portugal, para onde veio viver ainda jovem.
Em 1929, concluiu o curso de Escultura na Escola de Belas Artes de Lisboa, onde estudava desde 1923. Antes de se dedicar à escultura passou pelos cursos de Pintura e Arquitetura.
Participou na Exposição do Mundo Português, que teve lugar em Belém, em 1940, junto ao Rio Tejo. Em 1949, Barata-Feyo tornou-se professor da Escola Superior de Belas Artes do Porto. Neste estabelecimento de ensino, formou equipa com o pintor Júlio Resende e com o arquiteto João Andersen e juntos ganharam o concurso para a elaboração do Monumento ao Infante Dom Henrique, a erigir em Sagres. Contudo, o projeto "Mar Novo", onde se integrava o monumento, acabou por não ser realizado.
Barata-Feyo foi diretor do Museu Nacional Soares dos Reis, no Porto, entre 1950 e 1961, período durante o qual a instituição adquiriu importantes obras de pintores portugueses do século XX.
Posteriormente, foi conservador-adjunto dos Museus e Palácios Nacionais.
Como referenciar: Salvador Barata-Feyo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-25 06:21:36]. Disponível na Internet: