San Marino (cidade)

Aspetos Geográficos
Capital da República de San Marino, a cidade de San Marino localiza-se no centro do pequeno país, que fica dentro de território italiano, junto ao mar Adriático. Situa-se na encosta ocidental do monte Titano, o ponto mais alto do país. Possui cerca de 4500 habitantes (2006).
História e Monumentos
A cidade foi fundada por San Marino e outros refugiados cristãos no ano de 301. Desde essa altura, a cidade tornou-se um centro para refugiados cristãos que fugiam das perseguições romanas. Isto fez com que o local se tornasse a mais antiga república da Europa, uma vez que naquela época o território do país correspondia apenas ao da cidade. O coração da cidade era protegido por três torres: a primeira delas, Guaita, construída no século XI, tinha fama de intransponível, o que ajudou a manter baixos os ataques à cidade. Durante as cruzadas, houve necessidade de construir uma segunda torre, Cesta (no século XIII), e um século depois construiu-se uma terceira torre: Montale. Com o crescimento populacional, o território também se expandiu um pouco, mas tudo sem recurso a guerras nem invasões: tudo à custa de compras e tratados. Sofreu algumas tentativas de anexação ao longo da sua história, mas em geral a sua independência foi sendo respeitada. Em 1944, foi invadida por refugiados alemães e depois bombardeada e ocupada por forças aliadas. Contudo, no final da guerra, recuperou a independência.
Aspetos Turísticos e Curiosidades
Apesar de ser a capital, é apenas a terceira cidade do país em termos de importância económica e demográfica. Visitada por mais de 3 milhões de turistas por ano, a cidade tornou-se progressivamente um grande centro turístico. Os automóveis são proibidos no centro da cidade. Para se entrar no centro histórico, é necessário atravessar a Porta de São Francisco, ao lado da qual se encontra a catedral do mesmo nome (do século XV). Possui outros monumentos de destaque, como o Palazzo Pubblico (a câmara municipal), numerosos museus e os três castelos que asseguravam a defesa da cidade.
Economia
Apesar de não ser o centro económico do país - esse título cabe a Borgo Maggiore -, a cidade possui uma economia com alguma relevância, onde se destaca o turismo, o comércio e a venda de selos postais, para além de uma pequena indústria agrícola em fase decadente. Concentra a função administrativa e política. Tem também um dos rendimentos médios mais elevados do mundo.
Como referenciar: Porto Editora – San Marino (cidade) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-23 00:29:13]. Disponível em