sangue

O sangue é uma forma de tecido conjuntivo constituído por células imersas num fluido que transporta todas as substâncias (nutrientes, oxigénio, etc.) e excreções que as células produzem. As células que o compõem constituem cerca de 45% do seu volume, sendo maioritariamente glóbulos vermelhos ou hemácias, que transportam o oxigénio, e as restantes glóbulos brancos ou leucócitos, que combatem as infeções.

Encontram-se ainda fragmentos celulares, as plaquetas, que desempenham papel importante na coagulação do sangue. Os restantes 55% do sangue são plasma, um líquido amarelo pálido constituído por moléculas e iões dissolvidos em água. O corpo humano contém cerca de cinco litros de sangue.

A função dos glóbulos é captar e transportar o oxigénio gasoso, que não se dissolve bem na água, para poder ser transportado pelo plasma. As hemácias possuem hemoglobina, uma proteína que se desenvolve em volta de um átomo de ferro. É o ferro da hemoglobina que se combina com o oxigénio.

A hemoglobina é de cor vermelha brilhante quando combinada com o oxigénio e é escura quando não está combinada com ele.

As hemácias maduras não possuem núcleo, possibilitando assim mais espaço para a hemoglobina. Sem núcleo, as células não podem sintetizar proteínas e não podem ter uma vida longa. A vida útil de uma hemácia é de cerca de quatro meses. As hemácias são substituídas constantemente; são continuamente destruídas no fígado e no baço e formadas na medula vermelha dos ossos. Em cada segundo da nossa vida, aproximadamente 2,5 milhões de novas células são formadas e igual número é destruído.

Os glóbulos brancos ou leucócitos são em menor número que os glóbulos vermelhos, não representando mais que 0,1% do volume do sangue. Os leucócitos defendem o organismo contra microrganismos estranhos, destruindo ou englobando os seus corpos. Os leucócitos têm, também, uma função de engenharia sanitária, eliminando as células mortas e restos de tecidos que se podiam acumular e obstruir os vasos sanguíneos.

São conhecidos cinco tipos de leucócitos: os neutrófilos, eosinófilos e basófilos são caraterizados pelo seu citoplasma granuloso e protegem o organismo fagocitando as partículas e os micróbios estranhos; os monócitos são leucócitos não granulares que atuam nos locais onde ocorre inflamação por meios fagocitários; os linfócitos são os leucócitos não granulares e não fagocitários que estão na base do sistema imunitário (podendo o número e tipo de leucócitos no sangue dar indicações sobre o estado de saúde dos indivíduos).

As plaquetas sanguíneas não representam mais que 0,01% do volume do sangue.

O plasma contém predominantemente três proteínas plasmáticas: a albumina, que ajuda a manter as condições osmóticas, as globulinas, tais como as gama-globulinas que contribuem para a defesa imunológica, e o fibrinogénio, proteína necessária à coagulação do sangue. Sais, vitaminas, hormonas, gases dissolvidos, açúcares e outros nutrientes constituem cerca de 1% do volume do plasma.


Como referenciar: Porto Editora – sangue na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-16 21:58:06]. Disponível em