Artigos de apoio

São Rafael
Na Bíblia, no Antigo Testamento, o anjo Rafael identifica-se a Tobias como "um dos sete anjos que apresentam as orações dos justos e têm lugar diante da majestade do Senhor" (Tobias, 12,15).
A tradição bíblica fala em anjos, que estão diante do altar de Deus, mas apenas refere a presença de Gabriel a anunciar a Maria o nascimento de Jesus; a intervenção do anjo Miguel em luta contra o Dragão, identificado como Satanás (Apocalipse, 12, 7-9); e a mediação de Rafael que é enviado à terra para acompanhar Tobias. Ainda antes do nascimento de Jesus, a tradição começou a designar arcanjos esses sete anjos referidos na Bíblia, para os distinguir de outros anjos, também aí referidos.
No "Sermão de Santo António aos Peixes", o Padre António Vieira conta a história bíblica de Tobias que é acompanhado pelo anjo S. Rafael. Este mandou-o apanhar um peixe e com o fel do mesmo curar a cegueira a seu pai e com o coração libertar Sara da maldição do demónio e poder tomá-la como esposa.
O arcanjo Rafael, por ter acompanhado Tobias de Nínive à Média, passou a padroeiro dos caminhantes. Vasco da Gama escolheu, igualmente, o nome e a proteção de S. Rafael para uma das naus da descoberta do caminho marítimo para a Índia.
Como referenciar: São Rafael in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-07-22 15:46:02]. Disponível na Internet: