Sedna - 2003 VB12

Planetoide catalogado como 2003 VB12, encontra-se na distante nuvem de Oort. É o objeto conhecido mais distante e frio do sistema solar, situando-se a cerca de 13 mil milhões de quilómetros da Terra. Calcula-se que a temperatura à sua superfície seja de 240 graus negativos e que tenha cerca de 1700 km de diâmetro, o que representa, aproximadamente, três quartos do tamanho de Plutão.
O Sedna foi observado, pela primeira vez, a 14 de novembro de 2003 com o telescópio Samuel Oschin, no observatório Palomar, em San Diego, por Mike Brown, Chad Trujillo e David Rabinowitz. O seu nome - que carece ainda de aprovação pela International Astronomical Union - significa "deusa dos mares" para os habitantes do Ártico. Atendendo à orbita extremamente elíptica, este planetoide vai aproximar-se do centro do sistema solar nos próximos 72 anos, antes de começar uma viagem de 10 500 anos em direção aos confins do sistema solar.
Da última vez que o Sedna esteve a uma distância da Terra similar à atual, o nosso planeta estava a sair da última era glacial.

Como referenciar: Sedna - 2003 VB12 in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-18 08:48:59]. Disponível na Internet: