segregação (sociologia)

Separação geográfica de grupos em razão da sua raça, etnia, religião ou qualquer outra categoria que arbitrariamente é utilizada como motivo de discriminação espacial dos seus membros. A segregação pressupõe um desequilíbrio de forças entre o grupo segregado e os autores da segregação. O grupo mais fraco é, conforme os casos, obrigado, por exemplo, a residir em áreas específicas, a deslocar-se nos meios de transporte que lhe são destinados ou a frequentar determinadas escolas e locais públicos (como restaurantes, hotéis, praias, etc.).
Historicamente encontram-se várias situações em que esta segregação esteve consagrada na lei, como foi o caso de numerosos estados dos EUA, até aos anos 50, ou o do apartheid, na África do Sul. Onde tem força de lei, a segregação comporta a privação total ou parcial de direitos políticos reconhecidos ao resto da população.
Noutras situações, a segregação atua ainda que sem força de lei, encontrando-se exclusivamente motivos económicos e sociais na sua origem, como é o caso dos guetos.
Como referenciar: segregação (sociologia) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-27 09:16:21]. Disponível na Internet: