Serenata à Chuva

Um dos grandes êxitos do filme musical norte-americano, Singin' in the Rain foi realizado em 1952 por Stanley Donen e Gene Kelly. Nos papéis principais estiveram o próprio Kelly, Donald O'Connor, Debbie Reynolds, Cyd Charisse, Jean Hagen e Rita Moreno. O argumento tem como pano de fundo o ano de 1927 e a transição do cinema mudo para o sonoro. Don Lockwood (Gene Kelly) e Lina Lamont (Jean Hagen) são a dupla mais popular do cinema, mas Lina tem um problema grave: a sua voz é demasiado aguda para os filmes sonoros. Kathy Selden (Debbie Reynolds) é então contratada para dobrar a voz da atriz. Os pontos altos do filme são, sem dúvida, os seus números musicais e de dança. A fita proporcionou canções inesquecíveis como Singin' in the Rain cantada por Gene Kelly, a espetacular Make'em Laugh interpretada por Donald O'Connor e Good Morning cantada em dueto por Reynolds e Kelly. Curiosamente, o filme foi ostracizado na cerimónia dos Óscares, tendo alcançado apenas duas nomeações: para Melhor Banda Sonora (uma brilhante partitura criada por Lennie Hayton) e para Melhor Atriz Secundária (para Jean Hagen, por uma personagem inspirada na célebre atriz do período mudo Clara Bow). Oito anos mais tarde, o filme deu origem a uma peça da Broadway que se manteve em cena durante quatro anos e meio.
Como referenciar: Serenata à Chuva in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-18 22:53:35]. Disponível na Internet: