Shiva

Shiva (o radiante) é a terceira pessoa da Trindade hindú. Sendo Brama o Criador e Vishnu o Conservador, tinha que haver um deus Destruidor para completar todo o sistema, tendo esta função sido destinada a este deus. Porém, este destruidor não passa de um recriador, destroi mas faz com que os seres revitalizem a sua existência. Muitas vezes, este deus é representado como um Brama, por ter tais poderes. Como todos os outros elementos da trindade, também se casou. Era casado com Parvati (ou Bhavani), que por sinal era sua filha, irmã e mãe. Deste primeiro matrimónio nasceram Genesa e Skanda (Kartikeia). Uniu-se também a Durga, que encarnara em Kali (negra) e Gauri (a loira), uma a guerra outra a fecundidade.
As tradições hindus mostram certas divergências no que diz respeito à antiguidade de Shiva. Algumas tradições afirmam que Shiva é mais antigo do que Vishnu, e que permaneceu antagónico com as modificações sucessivas. Encarnou por duas vezes com os nomes de Markandeia e Kandipa. Governava e conduzia todo o Universo, e executava todas as leis. Seu nome também significa "benfeitor", sendo ainda o "Senhor do Yoga", ou do ascetismo hindu.
Iconograficamente, é representado sob duas formas, de Shiva bem feitor e Shiva infernal. Na primeira, é representado sobre o touro branco Nandi, tendo nas mãos a serpente e o loto. Tem cinco cabeças, tendo uma delas cinco olhos e quatro braços. Encontra-se a flutuar na água celeste. O Shiva infernal é colocado ao lado da morte, alimenta-se de lágrimas e sangue. A sua boca cospe fogo e a sua cabeça encontra-se coroada com crânios. As serpentes fazem de colares e pulseiras. As suas numerosas mãos empunham armas.
A ele se associam Kama, deus do amor, Varuna, senhor dos mares, e Yama, rei dos infernos.
Como referenciar: Shiva in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-19 22:46:51]. Disponível na Internet: