Sibéria

Território da Ásia setentrional e a maior região da Rússia; estende-se desde os montes Urais ao Pacífico, encontrando-se limitada a norte pelo Ártico e a sul pelo rebordo montanhoso da Ásia Central.

A região tem vestígios de ocupação desde o Paleolítico Médio, e durante um milénio é percorrida por numerosos povos nómadas, que dali partem para a China, planalto iraniano e Ásia Menor.
A partir do século VI, a região é dominada, a sul, pelos Turcos, que foram submetidos no século XIII pelos Mongóis. Entre 1552 e 1557, a zona do Baixo Volga é ocupada pelos Russos, que continuam a expandir o domínio de Yadigar, príncipe de Sibir (donde deriva a palavra Sibirsk, termo russo para Sibéria), em luta contra os Cheibânidas, após ter pedido o auxílio de Ivan, o Terrível (1556), cuja soberania aceitara.

Na tarefa de alargamento territorial dos russos, a família Strogonov, possuidora de minas e vastos domínios nos Urais, desempenharia um papel importante na expedição cossaca de Yermok (1581-1584), que irá pôr termo ao canato da Sibéria, último reduto dos Mongóis.

Com a submissão dos Usbeques do vale de Óbi, no século XVI, nenhum obstáculo se opõe ao avanço dos russos, que fundam as cidades de Tiumen (1586), Tobolsk (1587), Tomsk (1604), Kuznetsk (1618), Krasnoiarsk (1628), entre outras, atingindo o Pacífico (1645).

Em 1656, são lançados os fundamentos de Nertchinsk, no vale Amur no Extremo Oriente. Começam, então, a descer este rio, e assinam um tratado com a China para a delimitação das respetivas fronteiras (1689). Tomam posse da região setentrional do Amur e da zona oriental do Ussuri, através dos tratados de Aigun (1858) e de Pequim (1860), fundam o porto de Vladivostoque (1860) e anexam a península de Kamtchaka (1860).

A construção do caminho de ferro transiberiano (1891-1904) promove o aumento da colonização agrícola, iniciada no século XVIII, e da exploração mineira, a cargo dos deportados políticos e de direito comum, que para aqui foram enviados, desde o início da conquista.

As lutas que se seguem à instauração do governo comunista (1917) provocam grandes conturbações na Sibéria. Esta região acabou por se juntar à URSS e, atualmente, faz parte do território da Federação Russa.

Como referenciar: Sibéria in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-18 18:10:49]. Disponível na Internet: