significância

Um acontecimento é estatisticamente significativo se é improvável que se produza ao acaso e os níveis de significância mais aceites são os níveis 0,05 e 0,01, ou seja, uma garantia ou confiança de 95% e 99%, respetivamente, de que um dado acontecimento não se tenha produzido devido ao acaso.
Assim, o termo significância pode referir-se ao nível de significância, que, numa prova estatística de hipótese nula, é a probabilidade de a rejeitar quando é verdadeira, probabilidade essa que se designa pela letra grega alfa e, no mínimo, se situa a 0,05, ou seja, 5% de possibilidades de rejeitar indevidamente a hipótese nula, portanto uma garantia ou confiança de 95%. Por outro lado, pode referir-se ao teste ou prova de significância, que é um procedimento que permite atribuir um valor a um parâmetro. Exemplificando, quando obtemos duas estimativas numa amostra, por exemplo duas médias, podemos saber, tomando um determinado risco, se estas duas estimativas são do mesmo parâmetro, isto é, se exprimem ou não uma diferença real entre os parâmetros das populações das quais foram extraídas as amostras. A prova ou teste de significância é um procedimento que permite dar resposta a estas questões. A prova de significância de uma diferença pode ser bilateral, quando não contém a previsão sobre o sinal da diferença (no caso de não ser nula), ou unilateral, quando leva a esperar uma diferença positiva ou negativa.
Como referenciar: significância in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-16 22:00:29]. Disponível na Internet: