signo (semiótica)

Objeto - entidade que é portador da mensagem ou do fragmento dela. Cada signo é uma unidade dicotómica, composta pelo significante (em latim signans), quer dizer alguma forma física, e pelo significado (signatum), quer dizer referente exterior. De maneira mais geral, os signos podem ser dividos em arbitrários e motivados. Entre si organizam-se através das relações paradigmáticas (in absentia) e sintagmáticas (in præsentia). Os tipos mais frequentes do signo são ícone, símbolo e signo arbitrário.
Como referenciar: signo (semiótica) in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-01 11:06:29]. Disponível na Internet: