Silvestre de Faria Lobo

Mestre entalhador do século XVIII, de quem se salientam algumas obras de decoração do Palácio de Queluz, nomeadamente na Sala dos Embaixadores e na Sala do Trono (nesta última, trabalhou de parceria com Jean-Baptiste Robillon), onde fez um trabalho de grande requinte. Da equipa chefiada por Faria Lobo faziam parte os artistas Manuel José Sequeira e Crispim Luís de Mendonça, entre outros.
Como referenciar: Porto Editora – Silvestre de Faria Lobo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-29 07:56:35]. Disponível em