sinérese

Fenómeno fonético que consiste na transformação em ditongo de duas vogais contíguas e com o mesmo timbre, por mudança da última delas para uma semi-vogal. A sinérese, tal como a crase, evita o hiato, encontro de duas vogais pertencentes a sílabas diferentes, embora vizinhas. A sinérese é visível em algumas evoluções de palavras do latim para o português, tendo muitas vezes resultado da queda de uma consoante intervocálica, como se pode observar nos seguintes exemplos:
le(g)e(m) > lee > lei
habetis > have(d)es > havees > haveis
le(g)o > leo > leio
*potetis (por potestis) > pode(d)e > podees > podeis
e(g)o > eo > eu
Trata-se de um fenómeno fonético visível, por exemplo, na variante do português contemporâneo da região de Lisboa a nível oral:

<rio> → ['Riw]
<tio> → ['tiw]
Como referenciar: Porto Editora – sinérese na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-21 03:42:19]. Disponível em