síntese do metanoato de etilo

O metanoato de etilo é o elemento principal para se conseguir industrialmente o aroma do rum, uma bebida alcoólica que se extrai de uma mistura fermentada de melaços e suco da cana-de-açúcar. É um éster derivado do ácido metanóico e consiste num líquido com cheiro a essência de rum e pouco solúvel em água.
Os ésteres preparam-se laboratorialmente por reação de álcoois com ácidos ou derivados destes. Para preparar o metanoato de etilo, principal responsável pelo aroma a rum, utiliza-se o ácido metanóico e o álcool etílico (etanol) que reagem entre si.
Para a realização da experiência de síntese do metanoato de etilo, é necessário o seguinte material: balão de erlenmeyer, coluna de Vigreux e condensador de Liebig, termómetro e manta de aquecimento. Os reagentes utilizados são os seguintes: ácido metanóico, ácido sulfúrico concentrado e álcool etílico (etanol) a 96%.
Começa-se por colocar num balão de fundo redondo 20 ml de ácido metanóico, 30 ml de etanol e cerca de 10 gotas de ácido sulfúrico. Introduz-se também alguns cacos de porcelana próprios para moderarem a ebulição.
Prepara-se a montagem com o material necessário para se realizar a destilação. Leva-se a mistura à ebulição e deixa-se destilar, recolhendo o destilado num balão erlenmeyer, enquanto a temperatura se mantiver estabilizada à volta de 54 ºC. Quando a temperatura começar a subir suspende-se o aquecimento e deixa-se arrefecer o destilado.
No final são realizados ensaios de pureza do aroma como determinação do ponto de ebulição e densidade. O aroma é guardado num frasco devidamente rotulado.
Como referenciar: síntese do metanoato de etilo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-02 12:58:33]. Disponível na Internet: