sistema circulatório aberto

Sistema de transporte típico de artrópodes, como os insetos, e moluscos (exceto cefalópodes), também designado sistema circulatório lacunar, em que o líquido circulante - hemolinfa - não se encontra sempre dentro de vasos ou órgãos.
O sistema circulatório aberto é constituído por um vaso dorsal e por um coração tubular em posição dorsal, com válvulas internas e orifícios laterais, os ostíolos.
A hemolinfa é bombeada pelo coração para a aorta dorsal, passando desta para um sistema de cavidades, as lacunas, banhando diretamente as células. Com o relaxamento do vaso dorsal, os ostíolos abrem e a hemolinfa, que se encontra nas lacunas, entra no coração. Os ostíolos fecham e a contração do coração lança novamente a hemolinfa na aorta dorsal.
O sistema de transporte dos insetos inclui corações acessórios, importantes para impulsionar a hemolinfa para as antenas, as asas e para as patas.
Neste sistema, o sangue flui mais lentamente que num sistema circulatório fechado e, portanto, é menos eficiente.
Como referenciar: Porto Editora – sistema circulatório aberto na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-05 02:53:03]. Disponível em