Soares Barbosa

Professor de filosofia português, de nome completo António Soares Barbosa, nascido em 1734, em Ansião, e falecido em 1801, em Coimbra. Estudou primeiro no Seminário e depois na Universidade de Coimbra, tendo-se formado em Cânones, e onde viria a exercer o seu magistério na cadeira de Filosofia Racional e Moral na recém-criada Faculdade de Letras, da qual viria a ser nomeado diretor em 1791. Soares Barbosa foi um dos obreiros da reforma pombalina (1772) que extinguiu o Colégio dos Jesuitas de Coimbra, formando a Faculdade de Letras, integrada na Universidade de Coimbra, que viria a pôr termo ao ensino escolástico dos jesuítas. Talvez o possamos considerar mesmo o grande obreiro, entre o grupo de professores chamado para pôr em funcionamento os novos estatutos: António Soares Barbosa, Dalla-Bella e Vandelli.
Este pensador, inspirado nos matemáticos, pretendeu trazer à Filosofia a noção de método, com o intuito pedagógico de se obter assim um discurso em que os argumentos sejam claros e evidentes. Esta conceção foi influenciada por Muratori, do qual recebeu também a noção de "bom gosto", que equivale em filosofia à ideia de método. Deste modo, o filósofo estaria apto para pensar com clareza e, assim, poder melhor evoluir no seu conhecimento, e de modo mais seguro.
Como referenciar: Soares Barbosa in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-27 05:52:09]. Disponível na Internet: