sódio

O sódio (Na) é um elemento químico metálico pertencente ao grupo dos metais alcalinos, monovalente, de cor branca-prateada, maleável e muito macio, e localiza-se no grupo 1 e período 3 da Tabela Periódica.
Possui número atómico 11 e massa atómica 22,989 770.
O sódio metálico foi isolado pela primeira vez em 1807, em Londres, Inglaterra, pelo químico inglês Sir Humphrey Davy (1778-1829), por eletrólise do hidróxido de sódio. O nome sódio deriva do latim natrium e do inglês soda.
Este elemento constitui, em peso, 2,43% da crusta terrestre, exclusivamente sob a forma combinada, sobretudo como cloreto de sódio (NaCl), também conhecido como sal comum ou sal-gema, como nitrato de sódio (NaNO3), também designado por salitre, bem como em diferentes compostos com silício e alumínio.
O sódio é um elemento muito reativo, que oxida rapidamente em contacto com o ar húmido, sendo por isso, conservado em petróleo.
Se exposto à luz, combina-se com o cloro, formando cloreto de sódio.
Para se obter sódio puro utiliza-se a eletrólise do hidróxido de sódio fundido. Esta eletrólise não se pode realizar em meio aquoso, pois o sódio reage imediatamente com a água formando hidróxido de sódio.
Os sais de sódio proporcionam uma coloração amarela à chama de gás (reação de identificação do sódio em análise química).
Os compostos mais importantes de sódio são o cloreto de sódio (NaCl), contido na água do mar e componente principal do sal-gema; o hidróxido de sódio (NaOH), também designado soda cáustica, fortemente higroscópico, cuja solução aquosa reage como base forte; o sulfato de sódio (Na2SO4); o nitrato de sódio (NaNO3); o carbonato de sódio (Na2CO3); o hidrogenocarbonato de sódio (bicarbonato de sódio NaHCO3), que, por aquecimento ou por ação dos ácidos, liberta dióxido de carbono e é utilizado como levedura química e como pó efervescente e, em medicina, para aliviar as dores do estômago.
O sódio possui um papel muito importante nos sistemas biológicos, e, juntamente com o potássio, intervém no transporte ativo através da membrana plasmática (bomba de sódio). A relação de concentrações entre os iões de sódio e de potássio determina a direção dos processos de difusão através das membranas e regula a formação de potenciais de membrana para a condução da excitação das células nervosas. O sódio e o potássio servem para regular a concentração ou expulsão de água no organismo, excesso de sódio causa retenção de água, excesso de potássio tem o efeito contrário. É necessário, portanto, um equilíbrio entre os dois.
O sódio é também utilizado como meio refrigerante nos reatores nucleares e nas lâmpadas fluorescentes.

Como referenciar: sódio in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-02-21 16:31:09]. Disponível na Internet: