Stan Getz

Saxofonista tenor norte-americano, Stan Getz, nome artístico de Stanley Gayetzby, nasceu a 2 de fevereiro de 1927, em Filadélfia, nos Estados Unidos da América, e faleceu a 6 de junho de 1991, em Malibu, na Califórnia, em consequência de um cancro.
Descendente de uma família de judeus russos, mudou-se com a família para Bronx, em Nova Iorque, quando ainda era muito novo. Começou a tocar saxofone aos 13 anos e, em 1943, foi aceite na banda de Jack Teagarden. Depois de ter passado por outras bandas, tornou-se conhecido como solista do grupo de Woody Herman, do qual fez parte entre 1947-1949. Em 1950, ficou popular ao tocar no novo estilo musical, cool jazz, uma proposta mais intelectualizada e suave que se opunha ao bebop.
Com o objetivo de se libertar do vício da droga, que já o tinha conduzido à prisão em 1954, estabeleceu-se temporariamente, em Copenhaga, na Dinamarca (1958-1961), aproveitando então para realizar várias tournées pela Europa. De regresso à América, trabalhou com músicos brasileiros, tal como o compositor António Carlos Jobim e como os cantores João e Astrud Gilberto. Foi durante esse período que surgiu a sua versão de Desafinado (1962) e a sua famosa versão de jazz de The Girl from Ipanema (1963, A Garota do Ipanema), no entanto, este tema é ainda mais popular na versão em bossa-nova criada por António Jobim.
Depois de uma estadia em Málaga (Espanha), por causa do vício da droga, Stan Getz realizou vários espetáculos e gravou intensamente durante os anos 70 e 80. Da sua discografia salientam-se West Coast Jazz (1955), Focus (1961), Getz/Gilberto (1963 e 1964), Stan Getz & Bill Evans (1964), The Best Of Two Worlds (1976), The Peacocks (1977) e People Time (1991), álbum duplo, de despedida, gravado no Clube Montmatre de Copenhaga, acompanhado apenas pelo pianista Kenny Barron.
Uma das mais sentidas homenagens ter-lhe-á sido feita por John Coltrane ao firmar "Tocaríamos todos como ele, se conseguíssemos...".
Como referenciar: Stan Getz in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-23 06:20:40]. Disponível na Internet: