Steven Soderbergh

Realizador norte-americano, Steven Soderbergh nasceu a 14 de janeiro de 1963, na Geórgia, mas cresceu na capital da Luisiana, Baton Rouge, pois o pai era responsável por um curso na universidade local.

Enquanto frequentava o ensino secundário, Steven Soderbergh inscreveu-se nas aulas de animação da Universidade da Luisiana e começou a fazer curtas-metragens, no formato de 16 milímetros, com equipamento em segunda mão. Quando acabou o ensino secundário, mudou-se para Hollywood, onde trabalhou como editor freelancer, mas depressa regressou a Baton Rouge. Aí, continuou a fazer curtas-metragens e a escrever argumentos.

Um dos seus filmes, um documentário sobre a banda rock Yes, levou a que fosse contratado para filmar um concerto do grupo. O seu trabalho, chamado 9012 Live, acabou por ser nomeado, em 1986, para um Grammy, prémio norte-americano de música.

Logo a seguir a este trabalho, realizou mais uma curta-metragem, chamada Winston, que era um estudo sobre jogos sexuais entre as pessoas e que viria, mais tarde, a transformar-se no seu primeiro filme de longa-metragem Sex, Lies and Videotape (Sexo, Mentiras e Vídeo, 1989) com James Spader e Andie MacDowell. Este último foi lançado em 1989, quando Steven tinha apenas 26 anos, e conquistou a Palma de Ouro do Festival de Cinema de Cannes, em França. Foi o realizador mais jovem a conseguir tal feito, e este facto alterou a face do cinema independente.

O filme retratava as modernas relações entre as pessoas e as ligações entre a sexualidade e o voyeurismo e permitiu a Steven Soderbergh tornar-se numa das grandes esperanças do cinema americano. Pelo argumento do filme, também por si escrito, foi nomeado para um Óscar.

No entanto, o seu filme seguinte, Kafka, estreado em 1992, onde eram aproveitadas histórias de Franz Kafka sobre opressão e paranoia, acabou por ser uma desilusão. O filme passava-se em Praga, na Checoslováquia, e tinha Jeremy Irons como ator principal.

No ano seguinte, 1993, lançou King of the Hill (O Rei do Bairro), um filme passado durante a Grande Depressão americana, que voltou a desiludir, assim como Underneath (Crime Sem Recompensa), filme negro lançado em 1994, Schizopolis e Gray's Anatomy, ambos de 1996.

O sucesso, de crítica e comercial em conjunto, só voltou à carreira de Soderbergh em 1998, com a película Out of Sight (Romance Perigoso) onde contracenaram George Clooney e Jennifer Lopez. Trata-se de um drama de ação que põe frente a frente uma agente do FBI e um criminoso profissional.

Em 1999, continuou a senda de sucesso com The Limey (O Falcão Inglês), onde um ex-condenado (interpretado por Terence Stamp) procura a vingança após a misteriosa morte da filha. Mas o ano seguinte impôs definitivamente o realizador como um dos grandes nomes do cinema mundial.

Primeiro, apresentou Erin Brockovich, um filme sobre a secretária de uma firma de advogados que defende uma povoação, vítima de um elevado número de doenças graves, causadas pela contaminação da água da localidade. Neste filme, Julia Roberts teve um dos papéis mais interessantes da sua carreira, que lhe viria a valer, em 2001, o Óscar de Melhor Atriz do Ano. Ainda em 2000, Steven Soderbergh apresentou Traffic (Ninguém Sai Ileso) uma obra inovadora em termos cinematográficos na qual, em paralelo, decorrem três histórias diferentes, relacionadas ao tráfico de droga, mas com alguns pontos de ligação entre elas. O próprio realizador trabalhou como operador de câmara e para cada história adotou uma cor base.

Estas duas obras foram nomeadas em simultâneo para o Óscar de Melhor Filme do Ano, o que já não acontecia desde 1939, quando o mesmo sucedeu a Michael Curtiz. No entanto, Soderbergh só viria a ser premiado pela Academia de Cinema com o galardão para Melhor Realizador, relativo a Traffic.

Aproveitando uma fase de grande criatividade logo de seguida começou a trabalhar em Ocean's Eleven (Façam as Vossas Apostas, 2001), um filme recheado de estrelas como Julia Roberts, Brad Pitt, George Clooney e Matt Damon.

Da sua filmografia posterior, destacam-se Full Frontal (Vidas a Nú, 2002) e o filme de ficção científica Solaris (2002) protagonizado por George Clooney.

Como referenciar: Steven Soderbergh in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-31 05:33:16]. Disponível na Internet: