Sting

Cantor, compositor e ator inglês, Sting (de nome verdadeiro Gordon Matthew Sumner) nasceu a 2 de outubro de 1951, em Wallsend, Inglaterra.
Em 1977, fundou os The Police com Stewart Copeland (bateria) e Andy Summers (guitarra). Com os The Police gravou temas como "Every Breath You Take", "Roxanne", "Don't Stand So Close To Me" e "Message In A Bottle", afirmando o grupo como um dos mais importantes da cena rock da primeira metade dos anos 80.
A sua estreia a solo deu-se em 1985, com o álbum The Dream Of The Blue Turtles. Acompanhado por um grupo de músicos de jazz que incluiu Branford Marsalis (saxofone), Kenny Kirkland (teclas) e Omar Hakim (bateria), Sting foi capaz de surpreender os mais céticos com temas como "If You Love Somebody Set Them Free", "Love Is The Seventh Wave", "Russians" e "Moon Over Bourbon Street". Em 1986, surgiu Bring On The Night, filme e disco ao vivo que documentaram momentos da digressão do seu primeiro álbum. No mesmo ano, voltou a reunir os Police para uma regravação do tema "Don't Stand So Close To Me".
Outros trabalhos incluem Nothing Like The Sun (1987), que contou com as participações de Mark Knopfler e Eric Clapton, e produziu êxitos como "Englishman In New York", "Fragile", "We'll Be Together" e "They Dance Alone"; Nada Como El Sol (1988), versão espanhola do álbum anterior, incluindo o tema "Frágil" em português; The Soul Cages (1991), do qual fizeram parte temas como "All This Time", "Mad About You" e "Why Should I Cry For You"; Ten Summoner's Tales (1993), que apresentou os êxitos "Fields Of Gold" e "If I Ever Lose My Faith In You"; Fields Of Gold: The Best Of Sting (1994), coletânea dos seus melhores temas que incluiu o inédito "When We Dance"; Mercury Falling (1996), uma desilusão em termos comerciais que incluiu "Let Your Soul Be Your Pilot"; Brand New Day (1999), do qual fizeram parte temas como "Brand New Day", "Desert Rose" e "A Thousand Years" e participações de Stevie Wonder, James Taylor e Branford Marsalis.
Ao longo da sua carreira, Sting desenvolveu interesses no âmbito das causas humanitárias. Em 1985, participou no concerto Live Aid, em Londres. Em 1987, apoiou a Amnistia Internacional, tocando em digressão ao lado de artistas como Bruce Springsteen, Peter Gabriel e Tracy Chapman. No mesmo ano, fundou a "Rainforest Foundation", organização de defesa da floresta amazónica.
A Universidade de Northumbria (1992) e o Berklee College of Music (1994) atribuíram a Sting o título honorário de Doutor em música.
Colaborações com outros artistas incluíram o dueto com Julio Iglesias em "Fragile", para a coletânea My Life (1998) do cantor espanhol e o tema "Jump Up Behind Me" do ábum de James Taylor Hourglass (1997).
Na sétima arte, destacam-se as participações nos filmes Quadrophenia (1979), Brimstone And Treacle (1982), Dune (1984), The Adventures Of Baron Munchausen (1988), Stormy Monday (1988), The Grotesque (1995) e Lock, Stock And Two Smoking Barrels (1998). As bandas sonoras ocupam um importante espaço na carreira de Sting. São disso exemplo os temas "All for One" (The Three Musketeers, 1993) ao lado de Rod Stewart e Bryan Adams; "It's Probably Me" (Lethal Weapon 3, 1992) com Eric Clapton; "Demolition Man" (Demolition Man, 1993); três clássicos do jazz, "Angel Eyes", "It's A Lonesome Old Town" e "My One And Only Love" (Leaving Las Vegas, 1995); "The Mighty" (The Mighty, 1998); "You Were Meant For Me" (The Object Of My Affection, 1998); "Invisible Sun" (X-files, 1998); e "Another Pyramid" (Aida, animação da Disney, 1999).
Depois de, em 2001, ter lançado um álbum ao vivo, intitulado All This Time, Sting gravou novo álbum de originais. Sacred Love chegaria às lojas em 2003.
Em 2006, foi um dos artistas convidados a atuar no Rock in Rio, realizado em Lisboa.
Como referenciar: Sting in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 11:09:57]. Disponível na Internet: