Swissair

A companhia aérea suíça Missais foi fundada a 26 de março de 1931, resultando da fusão das mais pequenas Balair e Ad Astra.
Logo em 1932, a Swissair tornou-se a primeira empresa europeia de aviação a utilizar aviões de alta velocidade norte-americanos Lockheed Orion, aos quais recorreu para fazer a rota Basileia-Zurique-Munique (Alemanha)-Viena (Áustria) em tempo recorde.
No ano seguinte, um serviço entre Basileia e Francoforte, na Alemanha, permitiu à Swissair ficar ligada à rede noturna de correio áereo. Em 1934 a Swissair foi a primeira companhia europeia a empregar hospedeiras para trabalhar nos seus aparelhos.
Cinco anos depois, teve de interromper os seus serviços devido ao início da Segunda Guerra Mundial, só tendo sido retomados em 1945, após o final do conflito.
Em 1941 foi designada a companhia aérea oficial da Suíça e, nesse mesmo ano, passou a fazer voos para Nova Iorque e para a América do Sul.
Em 1949 tiveram início os voos regulares da Swissair entre a Suíça e os Estados Unidos da América e, seis anos mais tarde, com a América do Sul.
Em 1957 foram inauguradas as rotas regulares para o Extremo Oriente e, cinco anos mais tarde, para a África Ocidental. O Norte de África passou a estar servido a partir de 1963.
Neste último ano, a Swissair viveu um momento difícil com a queda de um dos seus modelos Caravelle, na Suíça, provocando a morte de 80 pessoas.
Em 1968, a Swissair tornou-se na terceira companhia aérea europeia a ter um frota constituída apenas por aviões a jato.
Dez anos depois, foi adotado o logotipo com a cruz branca em fundo vermelho em substituição da flecha vermelha com a palavra Swissair.
A Swissair em 1982 transportou o passageiro cem milhões e, no ano seguinte, inaugurou o centésimo destino, no caso Riade, na Arábia Saudita,
A companhia suíça continuou a crescer renovando e aumentando a sua frota na década de 90, embora na altura já estivesse a sofrer algumas dificuldades financeiras.
Após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos da América, o setor da aviação entrou em crise profunda, afetando de forma irremediável a Swissair.
A 2 de outubro de 2001 toda a frota da Swissair ficou em terra por não haver capacidade financeira para fazer mais voos, deixando 39 mil passageiros sem transporte. No entanto, um empréstimo bancário permitiu que até ao final desse mês a companhia continuasse a operar para tentar resolver a crise. No entanto, no final de outubro cessou definitivamente a sua atividade, apenas se mantendo os voos da subsidiária Crossair.
No início de 2002 surgiu uma nova companhia aérea na Suíça, chamada Swiss.
Como referenciar: Swissair in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-16 15:01:43]. Disponível na Internet: