Tal & Qual

O jornal semanário Tal & Qual foi fundado a 28 de junho de 1980 pelo jornalista Joaquim Letria, que tinha um programa com o mesmo nome na Radiotelevisão Portuguesa (RTP), de onde fora afastado. O jornal, em formato broad-sheet, era publicado à sexta-feira.
Joaquim Letria, juntamente com Rocha Vieira, Ernâni Santos e Ramon Font, foram os fundadores deste semanário através do grupo Repórteres Associados, pertencente ao grupo de O Jornal, que também deu origem a publicações como o Jornal de Letras, o Sete e as revistas TV Mais e História.
O Tal & Qual assumiu-se desde início com uma tendência sensacionalista e deu origem à revelação de diversos escândalos na sociedade portuguesa, nomeadamente na área da política, um pouco na senda do que viria a fazer mais tarde O Independente.
O semanário de Joaquim Letria viria a captar um público fiel e chegou a ser um jornal de referência em Portugal,
No início de 2007, o jornalista Emídio Fernando, proveniente da TSF, assumiu a direção do jornal, que ainda em janeiro foi alvo de uma reformulação editorial e, mais tarde, de um melhoramento gráfico com o propósito de mudar a imagem e assim conquistar novos leitores. O Tal & Qual pretendia desligar-se da imagem a que estava associado e tornar-se uma publicação mais credível e respeitada.
Contudo, encerrou a 28 de setembro de 2007. Na altura, a redação era composta por oito elementos, para além de ter ao serviço alguns colaboradores externos. Nos últimos anos da sua existência, o jornal tinha vindo a decrescer a nível de vendas.
Como referenciar: Porto Editora – Tal & Qual na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-08-05 02:37:08]. Disponível em