Terry Pratchett

Escritor inglês nascido a 28 de abril de 1948, em Beaconsfield.
Aos 13 anos publicou o seu primeiro conto, The Hades Business, no jornal da escola, e, pouco tempo depois, na revista Science Fantasy. Quatro anos mais tarde, publicou Night Dweller na revista New Worlds.
Deixou a Escola Técnica para ir trabalhar como jornalista aos 17 anos, tendo passado por vários periódicos da região onde vivia, no sudoeste de Inglaterra.
Publicou o seu primeiro romance, The Carpet People, em 1971, depois de enquanto jornalista ter entrevistado um editor a quem revelou ter escrito um livro. Cinco anos mais tarde, editou The Dark Side of The Sun, seguido de Strata, em 1981.
Em 1980, tinha aceite o cargo de assessor de imprensa da empresa estatal de produção de eletricidade, a Central Electricity Generating Board, numa área em que tinha de lidar com centrais nucleares. Sete anos mais tarde, deixou este emprego ao constatar que ganhava mais como escritor, tendo passado a escrever em média dois livros por ano.
Em 1983, havia lançado The Colour of Magic o primeiro livro da série humorística de ficção científica e do fantástico "Discworld". Apesar do pouco sucesso inicial, tudo mudou quando, nesse mesmo ano, a obra foi adaptada à rádio e transmitida em seis episódios. A série "Discworld", composta por cerca de trinta volumes, parodia tudo o que se passa debaixo do Sol, onde roda um mundo em forma de disco puxado por quatro elefantes, comandados por uma tartaruga gigante através do espaço. Nesta série, Pratchett, através de personagens de ficção científica e de fantástico, parodia todo o tipo de situações, desde a monarquia à religião, passando pela filosofia, Egito Antigo, sindicatos, cinema, jornais ou música. A série foi publicada em perto de trinta países e em homenagem ao autor uma espécie de tartaruga gigante com 42 milhões de anos descoberta na Nova Zelândia foi batizada Psephophorus terrypratchetti.
Em 1998 Terry Pratchett tornou-se Oficial da Ordem do Império Britânico pelos seus serviços prestados à literatura. No ano seguinte, recebeu um doutoramento honorário em Literatura da Universidade de Warwick.
Durante os anos 90, foi o autor vivo de ficção que mais vendeu na Grã-Bretanha, com mais de dez milhões e meio de livros comercializados.
Em finais da década de 90, foi presidente da Sociedade de Autores da Grã-Bretanha.
Pratchett também escreveu livros para crianças, como The Amazing Maurice and His Educated Rodents, que em 2001 ganhou o prémio Carnegie Medal relativo ao melhor romance infantil.
Como referenciar: Porto Editora – Terry Pratchett na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-16 05:57:15]. Disponível em