The Bee Gees

The Bee Gees é um grupo britânico composto por três irmãos: Barry, Robin e Maurice Gibb.
Na primeira metade da década de 60, como grupo pop adolescente, começaram por ter sucesso na Austrália, para onde emigraram em 1958, vindos de Manchester (Inglaterra). O tema "Spicks And Specks" (1966) foi número um nas tabelas de vendas. Para além dos irmãos Gibb - Barry, voz e guitarra, Robin, voz, e Maurice, voz, baixo e teclas - fizeram parte do grupo, até 1970, Vince Melourney, guitarra, e Colin Petersen, bateria.
As suas canções melodiosas valeram-lhes comparações com os Beatles, nomeadamente o tema "New York Mining Disaster, 1941", o primeiro single no Reino Unido, para onde regressaram em 1967. O primeiro álbum, Bee Gees' 1st (1967), granjeou-lhes o estatuto de um dos grupos mais representativos da música inglesa. Para além de "New York Mining Disaster, 1941", o álbum incluiu os êxitos "To Love Somebody", "Holiday" e "I Can't See Nobody". O tema "To Love Somebody" foi recapturado por artistas como Nina Simone, os Animals, Janis Joplin e Michael Bolton.
Os álbuns seguintes e os êxitos que originaram confirmaram os The Bee Gees como um fenómeno pop dos anos 60: Horizontal (1968), com os temas "Massachusetts e "Words"; Idea (1968), do qual foi extraído "I Started A Joke"; Odessa (1969), que incluiu os temas "Melody Fair" e "Sound Of Love".
Robin saiu do grupo em 1969, para regressar em 1970.
Os primeiros anos da década de 70 trouxeram um decréscimo na popularidade do grupo. Apesar do êxito "How Can You Mend A Broken Heart" (1971), os álbuns não venderam bem.
Em 1974, o álbum Mr. Natural marcou uma viragem na sonoridade do grupo no sentido do Rhythm & Blues. A segunda metade da década de 70 proporcionou-lhes um sucesso sem precedentes com um conjunto de êxitos combinando a sonoridade Disco-Sound e a voz em falsete de Barry Gibb. Esta fórmula permitiu a Saturday Night Fever (1977), banda sonora para o filme do mesmo nome, atingir um sucesso de vendas sem precedentes. Antecedido por êxitos como "Jive Talkin'" (álbum Main Course, de 1975) e "You Should Be Dancing" (álbum Children Of The World, de 1976), Saturday Night Fever entrou nas pistas de dança de todo o mundo com temas como "Stayin' Alive", "Night Fever" e "More Than A Woman". O álbum incluiu ainda a balada "How Deep Is Your Love".
A viragem da década trouxe dois álbuns antagónicos no sucesso que obtiveram: Spirits Having Flown (1979), com os êxitos "Tradegy" e "Too Much Heaven,", e Living Eyes (1981), um falhanço comercial.
Durante o período entre 1981 e 1986, o grupo compôs e produziu para artistas como Kenny Rogers (dueto com Dolly Parton) em "Islands In A Stream", Diana Ross em "Chain Reaction", Barbra Streisand em "Guilty" e "What Kind Of Fool", e Dionne Warwick em "Heartbreaker". Barry e Robin também lançaram álbuns a solo.
Em 1987, lançaram E.S.P., que incluiu o êxito "You Win Again". Definitivamente afastados da sonoridade disco-sound, seguiram-se uma série de trabalhos de sucesso no panorama pop mundial: One (1989), Tales From The Brothers Gibb (1990), coletânea de quatro CDs, High Civilization (1991), Size Isn't Everything (1993), Still Waters (1997) e The Bee Gees Live: One Night Only (1998), registo ao vivo comemorativo de 30 anos de carreira, contando com a presença de Celine Dion com o tema "Immortality", escrito pelos irmãos Gibb.
A década de 90 recuperou antigos êxitos do grupo pela mão dos Ntrance ("Stayin' Alive"), Take That ("How Deep Is Your Love") e Boyzone ("Words").
A sua carreira de sucesso e o consequente contributo para a história da música foram reconhecidos em 1997 pelos Annual American Music Awards e Brit Awards. Foram ainda eleitos para o Rock And Roll Hall Of Fame. Ganharam ao longo da sua carreira um total de sete prémios Grammy.
Em 2001, lançaram o seu vigésimo oitavo álbum de estúdio, sob o título This Is Where I Came In. A fórmula radio-friendly, alternada com algumas pitadas de som mais eletrónico, foi capaz de acomodar os Bee Gees à cena pop do início do século XXI. Ainda nesse ano, chegou às lojas a compilação Their Greatest Hits: The Record, juntando 40 temas do melhor que os Bee Gees interpretaram; estavam presentes temas como "Stayin' Alive", "Massachusetts", "Jive Talkin'", "If I Can't Have You", "How Deep Is Your Love" e "Tragedy". No ano seguinte, os principais êxitos do grupo foram editados ao vivo, no registo One Night Only.
A 12 de janeiro de 2003, a morte atingiu o grupo. Vítima de problemas cardíacos, Maurice Gibb faleceu aos 53 anos.
Como referenciar: The Bee Gees in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-01-23 07:41:37]. Disponível na Internet: