Timphu


Aspetos Geográficos
Capital e maior cidade do Butão, Thimphu localiza-se na parte oeste do país, nas margens do rio Chu, atingindo cerca de 2300 metros de altitude. O seu clima é caracterizado por verões húmidos e invernos frios e secos. Possui cerca de 50 000 habitantes (2006).

História e Monumentos Apesar de a região onde se situa a cidade ser habitada desde a Idade Média, Thimphu só se desenvolveu a partir do momento em que foi declarada capital pelo rei, em 1961. Contudo, a sede do governo já se tinha instalado na cidade em 1952, num mosteiro fortificado (o Tashichoedzong) do século XVII. Aos poucos, a cidade foi crescendo, especialmente graças ao êxodo rural. Entre os seus principais monumentos, destacam-se o Memorial Chorten (dedicado a um dos monarcas do Butão), a Biblioteca Nacional (construída em 1967) e a Praça da Torre do Relógio, recentemente renovada.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
Thimphu é uma das poucas capitais do mundo que não tem semáforos para o trânsito. Uma tentativa para os colocar foi mal-sucedida, tendo sido retirados e mantidos os sinaleiros humanos com os seus movimentos coreografados para orientarem os veículos (tradição na qual os locais têm orgulho). A lei prevê que todos os edifícios da cidade sejam construídos segundo um padrão tradicional que inclui motivos budistas. Um animado mercado situado junto ao rio transaciona alimentos e outros produtos de interesse turístico. A cidade é rodeada por florestas que lhe conferem um ar ainda mais verde. Uma das mais populares atrações turísticas é um colorido festival de dança que ocorre no final do verão no mosteiro Tashichoedzong. Em termos de museus, merecem destaque o Museu Têxtil, o Museu Nacional de Folclore e o Instituto Nacional de Medicina Tradicional. Através dos seus ativos templos e mosteiros, podem testemunhar-se as orações e rotinas diárias dos budistas, ex-líbris da cidade. Um pouco a norte da cidade, localizam-se os mosteiros Tango, Cheri e Dechenphu, e ainda o Palácio Deschenchoeling, residência oficial do rei.


Economia
Centro administrativo, cultural e económico do país, a cidade possui um número crescente de serviços e lojas que vão ao encontro das necessidades locais. O pequeno setor industrial ligeiro que possui situa-se a sul da ponte principal. O artesanato tem também uma importância considerável. Uma das mais famosas exportações do país são os selos postais, podendo ser admirados nos postos dos correios da cidade.
Como referenciar: Timphu in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-22 18:47:32]. Disponível na Internet: