tipo espetral

Tipo espetral é o nome com que se designa cada uma das classes em que se dividem as estrelas de acordo com o aspeto que o seu espetro apresenta. Existem os seguintes tipos, conforme as suas riscas espetrais características: O, estrelas muito quentes, azuis e brancas (zonas de absorção do hélio, do hidrogénio e do oxigénio ionizado); A, estrelas branco-amarelas, bastante quentes (zonas de absorção do hidrogénio e do cálcio ionizado, zonas fracas em metais); F, estrelas amarelo-claras, algo mais quentes que o Sol (zonas muito intensas de cálcio ionizado, zonas de hidrogénio mais fracas e zonas de metais mais intensas); G, estrelas amarelas do tipo do Sol (zonas muito intensas de cálcio ionizado, zonas de hidrogénio muito fracas e zonas de metais, todavia, mais intensas); K, estrelas alaranjadas, algo mais frias do que o Sol (predominam nas zonas dos metais faixas de óxido de titânio); M, estrelas avermelhadas, frias (zonas de metais, faixas de óxido de titânio intensas).
Para dividir ainda com mais precisão os tipos espetrais introduz-se, a par das letras que os caracterizam, um número que vai de 0 a 9 (com exceção das classes O e M), pelo que o tipo espetral de uma estrela se designa, por exemplo, como F6, G8, etc.
A diferença entre os espetros das estrelas não é indicativa de composições químicas diferentes, mas apenas e unicamente de temperaturas superficiais distintas.
Como referenciar: tipo espetral in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-06 06:21:49]. Disponível na Internet: