Toyota

A construtora japonesa de automóveis Toyota Motor Corporation foi fundada em 1937 por Kiichiro Toyoda, que ficou entusiasmado com a indústria automóvel depois de visitas à Europa e aos Estados Unidos da América nos anos 20.
O primeiro veículo produzido pela marca, o pequeno SA, só apareceu em 1947, após a Segunda Guerra Mundial.
Na sua empresa, Toyoda incrementou o sistema "em cima da hora", segundo o qual apenas são produzidos os artigos encomendados, evitando desperdícios. Este sistema da Toyota veio a ser seguido pela indústria automóvel no resto do mundo. Em finais da década de 50, a Toyota iniciou a sua expansão no mundo, depois de se ter recomposto dos prejuízos causados pela Segunda Guerra Mundial (1939-1945).
Assim, em 1957 o modelo Crown começou a ser exportado para os Estados Unidos da América e em 1959 abriu no Brasil a primeira fábrica fora do Japão. Em 1963 a Toyota chegou ao mercado europeu através da Dinamarca. Ainda nesse ano chegou a Portugal graças ao importador Salvador Caetano.
Durante a década de 60 a Toyota passou a rivalizar com os fabricantes locais, muito graças ao sucesso do modelo Corolla, lançado em 1966. O nome Corolla ainda existe hoje em dia, tendo sido alvo de diversas renovações na sua extensa gama.
Portugal foi o primeiro país europeu a fabricar automóveis Toyota na Europa, o que aconteceu em 1971. Em 1992 foi iniciada a construção em série de automóveis e motores na Grã-Bretanha.
Até 2000, só na Europa, a Toyota vendeu dez milhões de viaturas. A marca passou a estar representada em mais de 160 países vendendo perto de seis milhões de viaturas por ano e empregando cerca de 250 mil trabalhadores. A Toyota tornou-se líder de mercado no Japão e Ásia, a marca não-americana mais vendida nos Estados Unidos da América e a marca japonesa mais vendida na Europa.
Em 1999 a Toyota apresentou o pequeno Yaris, o primeiro modelo da marca a ser concebido integralmente na Europa e que viria, no ano seguinte, a ser eleito o Carro do Ano. Depois, também a nova geração dos Corolla foi concebida no continente europeu. A marca deu assim seguimento à política de fabricar na Europa para vender na Europa.
Passado dois anos, a Toyota, depois de vários sucessos no Mundial de Ralis, fez a sua entrada na Fórmula 1, formando uma equipa de raiz, já que se responsabilizou pela construção do motor e chassis.
Como referenciar: Toyota in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-19 10:11:15]. Disponível na Internet: