trabalho doméstico

Por trabalho doméstico entende-se o trabalho relativo às tarefas domésticas. Tradicionalmente - e reportamo-nos sobretudo às sociedades ocidentais - cabe à mulher ocupar-se do trabalho doméstico e da educação dos filhos, enquanto compete ao homem garantir os meios financeiros da família. Para além do trabalho relativo ao espaço doméstico, a mulher ocupa-se de outras funções relacionadas com a vida familiar: as compras, as idas às consultas médicas com as crianças, o cuidado com os membros da família doentes, etc.
Na maioria das sociedades existiu sempre uma certa divisão do trabalho entre os sexos, que se exerce, desde logo, no domínio privado da casa. Lévi-Strauss defende que é sobretudo a divisão do trabalho entre os sexos que torna o casamento indispensável. Mas o autor considera, igualmente, que "é preciso distinguir o facto da divisão do trabalho, praticamente universal, e as modalidades segundo as quais, aqui e ali, se distribuem as tarefas entre os sexos. Estas modalidades dependem, elas também, de fatores culturais. Constatar que um sexo está destinado para determinadas tarefas é o mesmo que constatar que elas são interditas ao outro sexo. Nesta perspetiva, a divisão do trabalho institui um estado de dependên- cia recíproca entre os sexos". Com efeito, o trabalho doméstico e a dependência pessoal estavam outrora associados numa relação única, que hoje tem tendência a desaparecer.
Na segunda metade do século XX, os constrangimentos que pesavam sobre a vida social e a vida pessoal foram de algum modo alterados. Por um lado, o consumo em massa que se seguiu à industrialização e à produção em série, e provocou uma libertação das necessidades mais imperiosas; a família é hoje uma unidade de consumo. Por outro lado, as tarefas da educação e da instrução, que outrora pertenciam à mulher no âmbito da vida doméstica com os filhos, foram sendo assumidas (desde o século XIX), de um modo progressivo e generalizado, pelas instituições de ensino. Estas mudanças no modo de vida familiar e nas atitudes tiveram consequências na própria transformação do trabalho doméstico. A emancipação da mulher, que entra no mundo do trabalho masculino, é acompanhada de uma nova forma de encarar o trabalho da casa. Para além disso, a utilização dos eletrodomésticos, os novos hábitos de organização da própria casa e de realização das tarefas domésticas, hoje mais simplificadas, as ofertas variadas de prestações de serviços domésticos que os centros urbanos oferecem (como os infantários e as escolas com serviço de cantina, as lavandarias, as refeições prontas, as entregas de encomendas ao domicílio, as empresas de limpeza, etc.) criaram novas formas de responder às necessidades diárias. Há uma relação recíproca entre as alterações do trabalho doméstico, que permitem à mulher desempenhar profissões fora de casa, e a sua emancipação, que produz por si só modificações na vida doméstica.
No entanto, as mulheres, que, para além da sua "realização", procuram libertar a sua vida pessoal de toda a dependência económica em relação aos maridos, acumulam obrigações profissionais e familiares. A participação das mulheres nas atividades profissionais aumentou e, em contrapartida, a participação do homem no trabalho doméstico está longe de atingir uma equivalência ao trabalho feminino dentro de casa. "Famílias em que os dois membros do casal trabalham fora de casa são suscetíveis de revelar significativas diferenças entre si, dependendo do lugar de classe que cada um ocupa ou do tipo de recursos (em capital económico, social e cultural) disponíveis e que cada um traz para casa" (Anália Torres). Citada por Anália Torres, Martine Segalen lembra que a análise desta dupla situação de mudança e de permanência deve ter em conta a distância que existe entre aquilo que se pensa e aquilo que se pratica: enquanto existem, de facto, mudanças relativas às opiniões sobre a legitimidade do trabalho feminino e sobre a partilha das tarefas domésticas, na vida prática continuam a existir grandes diferenças entre as horas dispendidas pelos homens e pelas mulheres em trabalho profissional e em trabalho doméstico.
Como referenciar: trabalho doméstico in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-29 02:20:27]. Disponível na Internet: