Tradições cavaleirosas da minha pátria

Segunda coleção de solaus de Serpa Pimentel, onde o poeta se propõe celebrar "na linguagem tosca e singela dos trovadores as velhas tradições do (seu (país natal", forcejando por reconstituir o "abundoso e formosíssimo campo de cavaleirosas façanhas" de que está repleta a história da sua pátria e imitar a toada suave e melancólica dos antigos menestréis.
Como referenciar: Porto Editora – Tradições cavaleirosas da minha pátria na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-29 04:08:41]. Disponível em