tubo de Venturi

O tubo de Venturi ou venturímetro, como o próprio nome indica, foi inventado no século XVIII pelo cientista G. B. Venturi (1746-1822).
Este tubo consiste num dispositivo para medir a velocidade de escoamento de um fluido através de um tubo.
É formado por duas secções adelgaçadas de um tubo ligadas por uma garganta estreita. A velocidade do fluido na garganta aumenta e, em consequência, a pressão diminui. Ligando um manómetro às três secções do tubo pode ser medida a diminuição de pressão, e pode ser calculada a velocidade do fluxo através da garganta.
O tubo de Venturi é ainda utilizado para misturar uma pulverização fina de um líquido num gás, como acontece no carburador de um motor a combustão. A gasolina da câmara de flutuação é pulverizada em finas gotas quando é aspirada na forma de um jato, devido à baixa pressão na garganta do tubo de Venturi por onde tem de passar antes de ser misturada com o ar.
Como referenciar: tubo de Venturi in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-27 12:22:53]. Disponível na Internet: