Tudo o Que Não Escrevi. Diário I (1991-1992)

Primeiro tomo de memórias da autoria de Eduardo Prado Coelho, que colige apontamentos redigidos entre Lisboa e Paris, entre setembro de 1991 e fevereiro de 1992. Recebendo aqueles fragmentos que não foram integrados pela escrita ensaística, faz compaginar fragmentos de reflexões sobre a cultura, a política, a literatura, sobre a arte cinematográfica, com impressões subjetivas, com o seu testemunho pessoalíssimo sobre autores e livros.
Como referenciar: Tudo o Que Não Escrevi. Diário I (1991-1992) in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-05 20:47:11]. Disponível na Internet: