Túmulo de Shih-Huang-ti

Descoberto no século XX através de escavações arqueológicas, o túmulo do imperador Shih Huang-ti, da dinastia Qin (259 a. C. - 210 a. C.), é um magnífico complexo funerário que alberga milhares de figuras de terracota. De entre todos os achados, o mais espetacular é, sem dúvida, o imponente exército de terracota: cerca de 6000 estátuas de tamanho real de homens em atitude de marcha constituindo unidades de infantaria e cavalaria. Este complexo foi dotado de inúmeros objetos e tesouros que atestam a importância do imperador como o fundador da China imperial. Entre estes, destacam-se as pedras raras, modelos em terracota de palácios, sistemas de proteção com bestas de disparo automático e um mapa do império incluindo os principais cursos de água, simulados com mercúrio. Os artífices que participaram na construção do túmulo assim como todas as concubinas que não tiveram descendência foram sacrificados e sepultados no túmulo.
Está incluído no conjunto Património Mundial pela UNESCO dos túmulos imperiais das dinastias Ming e Qin.
Como referenciar: Túmulo de Shih-Huang-ti in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-04-11 08:23:52]. Disponível na Internet: