Valentim Magalhães

Escritor e jornalista brasileiro, António Valentim da Costa Magalhães nasceu a 16 de janeiro de 1859, no Rio de Janeiro (Brasil).
Estudou Direito em São Paulo, onde iniciou a sua carreira de escritor e de jornalista, contactando com Raimundo Correia, Raul Pompéia e Luís Murat. Após a conclusão do curso, regressou ao Rio de Janeiro, começando a trabalhar no jornalismo. Foi diretor, tradutor e redator da revista literária A Semana, na qual participaram literatos importantes que contribuíram para a difusão da literatura brasileira e também de ideias abolicionistas e republicanas. Valentim Magalhães criou, ainda, nessa revista, a "Galeria de Elogio Mútuo", na qual os amigos íntimos escreviam uns sobre os outros.
Membro fundador da Academia Brasileira de Letras, iniciou o acervo da Biblioteca da Academia com a doação do seu romance Flor de Sangue, em 1897. Para além deste romance, o escritor publicou ainda Cantos e Lutas (1897), Quadros e Contos (1882), Inácia de Couto (1889), Escritores e Escritos (1894), Bric-à-Brac (1896), entre outros livros.
Valentim Magalhães faleceu a 17 de maio de 1903, no Rio de Janeiro.
Como referenciar: Valentim Magalhães in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-22 04:44:47]. Disponível na Internet: