Varanídeos

Família de répteis, da ordem dos sáurios, constituída por vinte e quatro espécies e um único género, Varanus, que se encontra em todas as regiões quentes do Velho Mundo. Estão também representados no meio aquático por duas espécies particularmente adaptadas a este habitat. Trata-se do varano-dos-mangais (Varanus semiremex) e do varano-aquático (Varanus mertensi) dos rios e lagoas do norte da Austrália.
Os varanos não são na realidade autênticos lagartos, encontrando-se aparentados filogeneticamente com as serpentes devido a possuírem língua bífida. Os membros da família dos Varanídeos caracterizam-se pelas suas grandes dimensões. Os varanos africanos são sáurios com o aspeto de lagartos, com o corpo e cabeça delgados e longos, cobertos de escamas ovais ou poligonais. A cauda é longa e por vezes comprimida lateralmente. A língua é bífida e retráctil. As pálpebras são móveis. As patas são fortes e adaptadas à corrida. Os dedos terminam em garras.
Os varanos africanos podem atingir o comprimento de 210 centímetros como é o caso do varano do Nilo ou monitor (Varanus niloticus) e os varanos australianos podem atingir os 4 metros de comprimento como o dragão de Komodo (Varanus komodensis), que só foi estudado pela primeira vez em 1912.
A cor varia de espécie para espécie, assim como a relação entre o comprimento da cauda e do resto do corpo. São todos predadores, alimentando-se em geral de animais vivos, pequenos roedores, insetos e ovos. Os varanos australianos alimentam-se também de cadáveres de veados, javalis, macacos, etc. Na sua maioria são bons trepadores.
Como referenciar: Varanídeos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-12 09:16:42]. Disponível na Internet: