Victor III

Papa italiano, Abade de Montecassino, chamava-se Desidério - ou Daufério, nome de batismo - e pertencia à família lombarda dos príncipes Epifânios de Benevento.
Ingressou inicialmente no mosteiro de Santa Sofia de Benevento, onde então lhe foi dado o nome de Desidério.
Desempenhou os cargos de cardeal presbítero e de vigário de todos os mosteiros do Sul de Itália, e tinha aproximadamente sessenta anos quando foi escolhido para suceder a Gregório VII (sendo uma das três pessoas que este indicou para o trono pontifical). O seu papado ocorreu de 24 de maio de 1086 a 16 de setembro de 1087. Este pontífice, que adotou o nome de Vítor III, era conhecido pela sua serenidade e generosidade, tendo acolhido o seu antecessor quando este fugiu de Roma e tratado da paz entre a Sé romana e o normando Roberto Guiscardo.
Contudo, tendendo mais aos assuntos espirituais que aos materiais, e dada a complicada época que a Igreja vivia devido ao antagonismo com o imperador Henrique IV, entre outras razões, Vítor III pensou em abdicar da Sede Pontifícia. Retirou-se então na abadia beneditina de Montecassino, tendo ido para Roma em maio de 1087 e sido imediatamente consagrado. Foi nesta altura que a cidade foi liberta da milícia imperial pelos normandos (a cuja cabeça estavam a condessa Matilde e Roberto Guiscardo), tendo pouco depois confirmado a excomunhão do imperador Henrique IV no sínodo de Benevento. Neste mesmo sínodo, foi excomungado o antipapa Clemente III e emitiram-se novas leis relativas à disciplina eclesiástica.
O exército do papa foi também enviado ao Norte de África, para lutar contra os muçulmanos, tendo a missão sido coroada de êxito.
Acabou por falecer em Montecassino, tendo o seu pontificado sido breve pelo avanço da sua idade e pela saúde deteriorada. A abadia atingiu um elevadíssimo nível espiritual e artístico enquanto Desidério foi seu abade, continuando o patrocínio durante o seu papado.
A sua beatificação deu-se em 1887, durante o pontificado de Leão XIII.
Como referenciar: Victor III in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-25 04:02:33]. Disponível na Internet: